Postagens em redes sociais são analisadas no visto dos EUA

Oi pessoal, vocês viram que agora as redes sociais dos brasileiros também serão analisadas pelo Departamento de Imigração dos Estados Unidos?

A lei entrou em vigor dia 25 de maio. A norma autoriza agentes da imigração a solicitarem o acesso às redes sociais dos últimos cinco anos. Além disso, o solicitante terá que reportar as últimas viagens feitas até 15 anos atrás.

As autoridades consulares e migratórias poderão requisitar ao solicitante, de qualquer visto, passaporte anteriores, cinco anos de dados de redes sociais, endereço de e-mail, últimos números de telefones utilizados, histórico de empregos e endereços de até quinze anos atrás.

As novas resoluções fazem parte de um esforço para tornar ainda mais rígida a verificação de potenciais visitantes aos Estados Unidos.

Daniel Toledo, advogado especializado em direito de imigração, explica que há uma série de novos procedimentos nos consulados e um critério mais rigoroso que visa uma análise detalhada. “É preciso que haja estrutura e planejamento. O visto não pode se adaptar a pessoa. Não tem como maquiar dados ou números e tentar burlar alguma exigência, pode sair muito mais caro”, aponta.

Quem precisar de fonte para comentar o assunto, pode contar com o diretor da empresa Loyalty Miami, que atua na representação de milhares de pessoas que desejam iniciar um processo imigratório para os Estados Unidos, obter vistos, transferências ou legalizar a sua situação no país.

Com escritórios em Miami, Fort Lauderdale, Nova York e Rio de Janeiro, a Loyalty conta com uma equipe composta por advogados, economistas, administradores e contadores bilíngues, para representarem brasileiros e americanos.

Os profissionais são especializados em direito de imigração e auxiliam na obtenção de vistos, transferências de empresas e de executivos, através do visto L1, até os grandes investimentos dos vistos EB-5. O objetivo é auxiliar para que todos possam escolher o melhor método para sua imigração, de acordo com a legislação, avaliando sempre a melhor estrutura para seu projeto.

A fonte pode comentar e explicar sobre a obtenção dos seguintes vistos: L1 – E2 – H1B – EB-1 – EB-5– O – R – J – K

Daniel Toledo é graduado em direito pela Universidade Paulista. Possui especialização em Internacional Business and Global Law pelo Eckerd College – St Petersburg e em tributação no mercado financeiro, pela FGV São Paulo, LLM em mercado Financeiro e de Capitais pelo IBMEC e LLM em Health Law pela Southern University of Illinois. Fez doutorado em Direito Constitucional pela UNITA, e participou de diversos cursos promovidos pela OAB e CAASP, voltados para direito comercial e societário. Atualmente, é sócio da Toledo and Associates, Law Firm desde 2003 e sócio fundador da Loyalty Miami, empresa que existe desde 2008. Para mais informações, acesse: http://www.loyalty.miami/; contato@loyalty.miami ou pelo +1 (305) 988.2283

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *